Invasão da Reserva Ambiental do Itapoã em grande expansão

Esta redação vendo reportagem de uma emissora de televisão sobre derrubadas de casas na Cidade da Estrutural especificamente no assentamento 26 de Setembro em Taguatinga, fico em duvida do real compromisso das autoridades em não permitir esse tipo de invasões.

Denuncias e mais denuncias são feitas pela população do DF e os grileiros fazendo festa com o descaso do governo, nenhuma providencia é tomada.

Casas e mais casas são levantadas a luz do dia e nenhum fiscal aparece para frear essas construções. E após famílias e mais famílias construírem suas casas e se instalarem, aparecem os tratores para derrubar esses imóveis, que com muito esforço e economias de anos foram gastos por esses pobres moradores que um dia sonham ter casa própria.

A pergunta que fica: Porque o governo apesar das denuncias, não age de forma mais rigorosa com esses grileiros, abortando esses loteamentos logo no inicio, evitando que pessoas de boa fé caiam no conto do vigário. Acredito que somente dessa forma possa evitar esse desconforto e humilhação vivida por parte dessa população mais carente.

Com referencia ao título desta matéria, explico, será que precisa ocorrer o acontecido no dia de ontem no assentamento 26 de Setembro em Taguatinga para que as autoridades tomem providencias e impeçam que mais uma reserva ambiental seja destruída e seja transformada em outra favela. Pois bem, esta é a situação que ocorre na reserva ambiental do Itapoã, denuncias com fotos são feitas e nenhuma providencia é tomada, a invasão só cresce.

Aproveitando para parabenizar o administrador Marcus e sua equipe pelo trabalho que vem desenvolvendo na cidade e ao mesmo tempo solicitar que o mesmo faça uma visita ao local da Nova Favela para que este caso não manche seu trabalho.

Governador, Administrador, Deputado, Politico, quem quer que seja, tomem providencias, esse descaso tem que parar.

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://olhosdeaguianoticias.com.br

1 COMMENT

  1. Nada será regularizado nas 6 APAs do DF, os FALSOS CONDOMÍNIOS (FCs) seguem violando tratados internacionais e ninguém faz nada não existe nenhuma diferença, em tese é td crime ambiental se derrubam residências no 26 de setembro a mesma conduta tem que acontecer no tb aos (FCs) nas APAs.

Deixe sua resposta:

Escreva seu comentário
Seu nome